Pular para o conteúdo

Quem Fundou as Sete Igrejas da Ásia

As sete igrejas da Ásia mencionadas no livro bíblico do Apocalipse são uma parte importante da história cristã. Essas igrejas foram estabelecidas em cidades da Ásia Menor, atualmente Turquia, e foram fundadas por líderes cristãos no primeiro século d.C. Embora haja muita especulação sobre quem fundou cada uma dessas igrejas, a história real por trás de sua fundação é um assunto interessante e importante para entender a evolução da religião cristã na antiguidade. Neste artigo, exploraremos a história por trás de quem fundou as sete igrejas da Ásia e o impacto que elas tiveram na história da religião cristã.

Quem escreveu as cartas às sete igrejas?

No livro de Apocalipse, encontramos sete cartas endereçadas às sete igrejas da Ásia Menor. Essas cartas foram escritas pelo apóstolo João, que as recebeu em uma visão enquanto estava na ilha de Patmos.

Quem é João?

João foi um dos doze apóstolos de Jesus Cristo. Ele é conhecido como o discípulo amado e foi o único dos apóstolos a permanecer ao lado de Jesus durante sua crucificação. Depois da ressurreição de Jesus, João se tornou um líder da igreja primitiva e escreveu vários livros do Novo Testamento, incluindo o Evangelho de João, as três epístolas de João e o livro de Apocalipse.

As visões de João

João foi exilado na ilha de Patmos por volta do ano 95 d.C. Foi lá que ele teve uma série de visões que culminaram no livro de Apocalipse. Em uma dessas visões, ele viu Jesus Cristo em meio a sete candeeiros de ouro e recebeu a ordem de escrever cartas para as sete igrejas da Ásia Menor.

O conteúdo das cartas

As cartas às sete igrejas são uma mensagem de Jesus Cristo para as igrejas da época e também para as igrejas de todas as épocas. Cada carta começa com uma saudação a uma igreja específica e é seguida por uma mensagem de elogio ou repreensão, dependendo do estado espiritual da igreja.

Essas cartas são uma mensagem de Jesus Cristo para as igrejas da época e para as igrejas de todas as épocas.

Quem fundou a igreja de Filadélfia?

A igreja de Filadélfia é uma das sete igrejas mencionadas no livro de Apocalipse, no Novo Testamento da Bíblia. Ela é conhecida por ter sido elogiada por Jesus e por não ter recebido nenhuma crítica ou repreensão no livro. Mas quem fundou essa igreja?

O fundador da igreja de Filadélfia

Não há informações precisas sobre quem fundou a igreja de Filadélfia. No entanto, acredita-se que ela tenha sido fundada pelos próprios discípulos de Jesus, que pregaram o evangelho na cidade durante suas viagens missionárias.

O contexto histórico

Filadélfia era uma cidade importante na época do Novo Testamento. Ela ficava na região da Frígia, na Ásia Menor, e era conhecida por ser um ponto de passagem para as rotas comerciais que ligavam a Ásia à Europa. A cidade também era famosa por suas fontes termais, que atraíam muitos turistas.

A mensagem de Jesus para a igreja de Filadélfia

No livro de Apocalipse, Jesus elogia a igreja de Filadélfia por sua fidelidade e perseverança em meio às provações. Ele diz: “Conheço as tuas obras; eis que diante de ti pus uma porta aberta, a qual ninguém pode fechar; tens pouca força, entretanto guardaste a minha palavra, e não negaste o meu nome” (Apocalipse 3:8).

Embora não haja informações precisas sobre quem fundou a igreja de Filadélfia, sabemos que ela foi uma das sete igrejas mencionadas no livro de Apocalipse. Ela recebeu elogios de Jesus por sua fidelidade e perseverança em meio às provações. O contexto histórico da cidade também pode nos ajudar a entender o cenário em que a igreja foi fundada e se desenvolveu.

Quais são as sete igrejas da Ásia?

As sete igrejas da Ásia são mencionadas no livro de Apocalipse, capítulo 2 e 3. Essas igrejas eram localizadas na região da Ásia Menor (atual Turquia) e foram fundadas no início do cristianismo.

Efésio

A primeira igreja mencionada é a de Éfeso, que foi fundada pelo apóstolo Paulo em sua terceira viagem missionária (Atos 19:1-10).

Esmirna

A segunda igreja mencionada é a de Esmirna, que foi fundada por Policarpo, um discípulo do apóstolo João.

Pérgamo

A terceira igreja mencionada é a de Pérgamo, que foi fundada por um grupo de cristãos desconhecidos.

Tiatira

A quarta igreja mencionada é a de Tiatira, que foi fundada por uma mulher chamada Lídia, uma convertida de Paulo (Atos 16:14-15).

Sardes

A quinta igreja mencionada é a de Sardes, que foi fundada por cristãos desconhecidos.

Filadélfia

A sexta igreja mencionada é a de Filadélfia, que foi fundada por um grupo de cristãos desconhecidos.

Laodiceia

A sétima e última igreja mencionada é a de Laodiceia, que foi fundada por cristãos desconhecidos.

Essas sete igrejas foram escolhidas por Deus para receberem uma mensagem específica do livro de Apocalipse. Elas também representam diferentes estágios da igreja e suas lutas e desafios durante o período do cristianismo primitivo.

Quem entregou as cartas as Igrejas da Ásia?

O Apóstolo João

De acordo com o livro de Apocalipse, as cartas foram entregues às sete igrejas da Ásia pelo apóstolo João. João era um dos doze discípulos de Jesus Cristo e também é conhecido como o autor do quarto evangelho. Ele foi exilado na ilha de Patmos e lá recebeu a revelação do livro de Apocalipse, onde as cartas às sete igrejas são encontradas.

Contexto das Cartas

As cartas às sete igrejas da Ásia foram escritas em um contexto de perseguição aos cristãos. As igrejas estavam sendo pressionadas a negar sua fé em Cristo e adorar os deuses romanos. As cartas foram escritas para encorajar e advertir as igrejas a permanecerem fiéis a Cristo, mesmo diante da perseguição.

Significado das Cartas

As cartas às sete igrejas da Ásia têm um significado profundo e relevante para a igreja de hoje. Cada carta contém uma mensagem específica para a igreja em questão e também para a igreja em geral. As cartas abordam temas como a fidelidade, a perseverança, a doutrina correta, a tolerância e o arrependimento.

Elas contêm uma mensagem importante para a igreja de hoje, encorajando a fidelidade a Cristo e a prática da doutrina correta.

Curiosidades sobre as 7 igrejas da Ásia

O significado do número 7 nas Igrejas da Ásia

Uma curiosidade interessante é que o número sete tem um significado simbólico nas Igrejas da Ásia mencionadas no livro de Apocalipse. Ele representa a perfeição ou completude, e é por isso que há sete igrejas e sete selos, trombetas e taças no livro.

As sete igrejas ainda existem hoje?

Sim, as sete igrejas ainda existem hoje, mas com nomes diferentes e localizadas em diferentes cidades. Por exemplo, a Igreja de Éfeso é agora a cidade de Selçuk, na Turquia, onde ainda existem ruínas da antiga cidade.

Por que as Igrejas da Ásia foram escolhidas?

As Igrejas da Ásia foram escolhidas porque eram importantes centros cristãos durante o período em que o livro de Apocalipse foi escrito. Além disso, as sete cidades eram interligadas por rotas comerciais importantes, o que significa que a mensagem do livro poderia se espalhar rapidamente.

O que aconteceu com as Igrejas da Ásia?

As Igrejas da Ásia enfrentaram muitos desafios ao longo dos séculos, incluindo perseguição, invasões bárbaras e mudanças políticas. Algumas das igrejas foram destruídas ou abandonadas, enquanto outras continuaram a existir e prosperar.

O que podemos aprender com as Igrejas da Ásia?

As Igrejas da Ásia fornecem um exemplo para os cristãos de hoje em dia, mostrando como a fé pode resistir às adversidades e desafios. Além disso, as mensagens específicas para cada igreja no livro de Apocalipse podem nos ajudar a avaliar nossa própria fé e a buscar melhorias em nossas vidas espirituais.

Qual é a importância das Igrejas da Ásia na história cristã?

As Igrejas da Ásia são importantes na história cristã porque representam uma das primeiras comunidades cristãs fora de Jerusalém. Além disso, as mensagens específicas para cada igreja no livro de Apocalipse têm sido estudadas e interpretadas por muitos cristãos ao longo dos séculos, fornecendo insights valiosos sobre a vida espiritual e a relação com Deus.

Resumo sobre as sete igrejas

1. Igreja de Éfeso

A igreja de Éfeso foi elogiada por sua perseverança e trabalho árduo, mas também foi repreendida por ter abandonado seu primeiro amor por Cristo.

2. Igreja de Esmirna

A igreja de Esmirna foi elogiada por sua fidelidade e resistência à perseguição, mas também foi advertida sobre a tentação de ceder à pressão dos incrédulos.

3. Igreja de Pérgamo

A igreja de Pérgamo foi elogiada por sua firmeza em sua fé, mas também foi repreendida por tolerar o ensino de Balaão e a adoração de ídolos.

4. Igreja de Tiatira

A igreja de Tiatira foi elogiada por seu amor, fé e serviço, mas também foi repreendida por tolerar a falsa profetisa Jezabel e sua influência corrupta.

5. Igreja de Sardes

A igreja de Sardes foi repreendida por sua falta de vida espiritual, mas também foi encorajada a se arrepender e fortalecer o que ainda restava.

6. Igreja de Filadélfia

A igreja de Filadélfia foi elogiada por sua fidelidade à Palavra de Deus e sua perseverança, e foi prometido que ela seria protegida das provações vindouras.

7. Igreja de Laodiceia

A igreja de Laodiceia foi repreendida por sua falta de fervor espiritual e sua autossuficiência, mas também foi encorajada a se arrepender e a comprar o ouro refinado pelo fogo da fé.

Sete igrejas da Ásia significado

O que são as Sete Igrejas da Ásia?

As Sete Igrejas da Ásia são uma referência às sete comunidades cristãs que foram mencionadas no livro do Apocalipse, capítulo 1, versículo 11. Essas igrejas estavam localizadas na atual Turquia, na época chamada de Ásia Menor.

Qual é o significado das Sete Igrejas da Ásia?

As Sete Igrejas da Ásia simbolizam as sete fases da igreja cristã primitiva e também representam as diferentes condições espirituais da igreja ao longo da história. Cada igreja tem suas próprias características e problemas específicos que precisavam ser abordados.

Quais são as Sete Igrejas da Ásia?

As sete igrejas mencionadas no livro do Apocalipse são: Éfeso, Esmirna, Pérgamo, Tiatira, Sardes, Filadélfia e Laodiceia.

O que cada uma das Sete Igrejas da Ásia representa?

– Éfeso: representa a igreja que abandonou seu primeiro amor e se tornou legalista.
– Esmirna: representa a igreja perseguida que permaneceu fiel a Deus.
– Pérgamo: representa a igreja que se comprometeu com o mundo e tolerou falsos ensinamentos.
– Tiatira: representa a igreja que permitiu a influência de falsos profetas e práticas imorais.
– Sardes: representa a igreja que tinha uma reputação de estar viva, mas estava morta espiritualmente.
– Filadélfia: representa a igreja que permaneceu fiel a Deus e foi recompensada por isso.
– Laodiceia: representa a igreja que estava morna, nem quente nem fria, e precisava se arrepender e voltar para Deus.

As Sete Igrejas da Ásia são um importante símbolo na história da igreja cristã e representam as diferentes fases e condições espirituais da igreja ao longo dos séculos. Cada igreja tem suas próprias características e problemas específicos que precisam ser abordados para manter a igreja fiel a Deus.

Estudo sobre as 7 igrejas

Introdução

O livro do Apocalipse apresenta uma visão do futuro e uma mensagem de esperança para os cristãos perseguidos da época. Uma parte importante do livro é a mensagem para as sete igrejas da Ásia, que são mencionadas no capítulo 2 e 3. Essas igrejas foram escolhidas por Deus para receberem uma mensagem específica, que contém elogios, repreensões e exortações. Neste artigo, vamos explorar quem fundou as sete igrejas da Ásia.

As Sete Igrejas da Ásia

As sete igrejas da Ásia mencionadas no livro do Apocalipse são:

  • Éfeso
  • Esmirna
  • Pérgamo
  • Tiatira
  • Sardes
  • Filadélfia
  • Laodiceia

Quem Fundou as Sete Igrejas da Ásia?

Não há uma resposta definitiva sobre quem fundou as sete igrejas da Ásia, pois a Bíblia não menciona isso explicitamente. No entanto, podemos inferir algumas coisas com base em outras informações bíblicas e históricas.

Sabemos que o apóstolo Paulo pregou em Éfeso e estabeleceu uma igreja lá, conforme relatado em Atos 19. Também sabemos que João, o autor do livro do Apocalipse, viveu em Éfeso por muitos anos e pode ter tido um papel em fundar outras igrejas na região. Além disso, é possível que outras pessoas, como Timóteo e Priscila e Áquila, tenham ajudado a estabelecer igrejas na Ásia.

As sete igrejas da Ásia nos dias de hoje

Introdução

As sete igrejas da Ásia foram mencionadas no livro de Apocalipse, capítulo 2 e 3. Essas igrejas foram fundadas por apóstolos como Paulo, João e Timóteo. Atualmente, algumas dessas igrejas ainda existem e outras foram destruídas ao longo do tempo.

Igreja de Éfeso

A igreja de Éfeso era uma das mais importantes e influentes na época apostólica. Hoje em dia, a cidade de Éfeso não existe mais, mas as ruínas da cidade antiga ainda podem ser visitadas. Há uma pequena comunidade cristã na região, mas não há registros de uma igreja ativa na cidade.

Igreja de Esmirna

A cidade de Esmirna, atualmente conhecida como Izmir, na Turquia, tem uma comunidade cristã ativa e uma grande igreja ortodoxa grega. A igreja de Esmirna mencionada no livro de Apocalipse foi destruída e não há registros de uma igreja ativa no local.

Igreja de Pérgamo

A cidade de Pérgamo, na Turquia, tem uma comunidade cristã ativa e um grande complexo de ruínas da cidade antiga, incluindo o altar de Zeus mencionado no livro de Apocalipse. Há uma igreja ortodoxa grega na cidade, mas não há registros de uma igreja ativa da época apostólica.

Igreja de Tiatira

A cidade de Tiatira, atualmente conhecida como Akhisar, na Turquia, tem uma pequena comunidade cristã e uma igreja ortodoxa grega. Não há registros de uma igreja ativa da época apostólica no local.

Igreja de Sardes

A cidade de Sardes, na Turquia, tem uma grande complexo de ruínas da cidade antiga e uma pequena comunidade cristã. Não há registros de uma igreja ativa da época apostólica no local.

Igreja de Filadélfia

A cidade de Alasehir, na Turquia, é considerada pelos estudiosos como a antiga Filadélfia mencionada no livro de Apocalipse. Há uma pequena comunidade cristã na cidade, mas não há registros de uma igreja ativa da época apostólica.

Igreja de Laodiceia

A cidade de Laodiceia, na Turquia, tem um grande complexo de ruínas da cidade antiga. Há uma pequena comunidade cristã na região, mas não há registros de uma igreja ativa da época apostólica.

Características das sete igrejas da Ásia

1. Éfeso

A igreja de Éfeso era uma igreja ativa e trabalhadora, mas perdeu o seu primeiro amor. Eles eram críticos e julgadores, mas não amavam como deveriam. Jesus a exorta a se arrepender e voltar ao seu primeiro amor.

2. Esmirna

A igreja de Esmirna era uma igreja perseguida e sofrida, mas fiel até a morte. Jesus a exorta a continuar firme e promete a coroa da vida eterna para aqueles que vencerem.

3. Pérgamo

A igreja de Pérgamo era uma igreja que mantinha a fé, mas tinha alguns membros que se desviaram e se entregaram a falsas doutrinas e práticas imorais. Jesus a exorta a se arrepender e abandonar essas práticas.

4. Tiatira

A igreja de Tiatira era uma igreja cheia de amor e boas obras, mas tolerava a presença de uma falsa profetisa que ensinava doutrinas erradas e imorais. Jesus a exorta a se arrepender e a se afastar dessas práticas.

5. Sardes

A igreja de Sardes era uma igreja que tinha uma reputação de estar viva, mas na verdade estava morta espiritualmente. Jesus a exorta a se arrepender e a voltar à vida em Cristo.

6. Filadélfia

A igreja de Filadélfia era uma igreja que guardava a Palavra de Deus e tinha perseverança, apesar de ter pouca força. Jesus a elogia e promete abrir portas para ela que ninguém pode fechar.

7. Laodiceia

A igreja de Laodiceia era uma igreja que se achava rica e auto-suficiente, mas na verdade era pobre e cega espiritualmente. Jesus a exorta a se arrepender e a comprar ouro refinado no fogo para se tornar verdadeiramente rica em Cristo.

As 7 igrejas da Ásia ainda existem

O artigo “Quem Fundou as Sete Igrejas da Ásia” aborda a história das sete igrejas mencionadas no livro de Apocalipse, e uma pergunta comum é se essas igrejas ainda existem hoje em dia.

A resposta

Sim, as sete igrejas da Ásia ainda existem atualmente, embora não necessariamente com o mesmo nome ou localização exata. Algumas delas foram destruídas ou abandonadas ao longo dos anos, mas outras ainda são ativas e têm comunidades cristãs.

Éfeso

A Igreja de Éfeso foi a primeira mencionada no livro de Apocalipse e era uma das maiores e mais influentes da época. Hoje em dia, o local onde a igreja existia é uma ruína arqueológica, mas ainda é possível visitar a cidade de Éfeso, na Turquia, onde há uma comunidade cristã ativa.

Esmirna

A Igreja de Esmirna também era uma das mais importantes e está localizada na cidade de Izmir, na Turquia. Embora não exista mais como uma igreja específica, há várias igrejas cristãs na cidade que podem ser consideradas suas sucessoras espirituais.

Pérgamo

A Igreja de Pérgamo foi elogiada por sua fidelidade, mas também criticada por tolerar doutrinas falsas. Não se sabe ao certo onde ela ficava, mas há várias possibilidades na região da Turquia onde as outras igrejas estavam localizadas.

Tiatira

A Igreja de Tiatira era conhecida por sua generosidade e amor, mas também por tolerar uma profetisa falsa. Não se sabe exatamente onde ela ficava, mas é possível que esteja localizada na cidade de Akhisar, na Turquia, onde há uma comunidade cristã ativa.

Sardes

A Igreja de Sardes era conhecida por sua reputação, mas também por estar espiritualmente morta. Embora não exista mais como uma igreja específica, a cidade de Sardes ainda existe na Turquia e há várias igrejas cristãs na região.

Filadélfia

A Igreja de Filadélfia era elogiada por sua fidelidade e perseverança, e sua cidade ainda existe na Turquia, embora não haja informações sobre uma igreja específica que tenha surgido a partir dela.

Laodiceia

A Igreja de Laodiceia era criticada por ser morna e não se comprometer com a verdade, e sua cidade ainda existe na Turquia. Embora não haja informações sobre uma igreja específica que tenha surgido a partir dela, há várias igrejas cristãs na região.

Embora as sete igrejas da Ásia tenham sido fundadas há mais de dois mil anos, é possível encontrar comunidades cristãs na região que podem ser consideradas suas sucessoras espirituais. A história dessas igrejas é uma parte importante do cristianismo primitivo e continua a ser estudada e celebrada até hoje.

Quais são as sete igrejas do Apocalipse

1. Igreja de Éfeso

A igreja de Éfeso foi a primeira igreja mencionada no livro do Apocalipse. Ela é elogiada por sua perseverança e por sua rejeição aos falsos ensinamentos, mas é criticada por ter abandonado seu primeiro amor.

2. Igreja de Esmirna

A igreja de Esmirna é elogiada por sua fidelidade, mesmo em meio à perseguição e às dificuldades. Ela é instruída a permanecer firme em sua fé, mesmo que isso signifique a morte.

3. Igreja de Pérgamo

A igreja de Pérgamo é elogiada por sua fidelidade em meio à perseguição, mas é criticada por permitir a presença de falsos ensinamentos em seu meio.

4. Igreja de Tiatira

A igreja de Tiatira é elogiada por suas boas obras e amor, mas é criticada por permitir a presença de uma falsa profetisa que ensinava coisas prejudiciais.

5. Igreja de Sardes

A igreja de Sardes é criticada por sua falta de vida espiritual, mesmo que pareça estar viva. Ela é exortada a se arrepender e a fortalecer o que ainda resta em sua fé.

6. Igreja de Filadélfia

A igreja de Filadélfia é elogiada por sua fidelidade e perseverança, mesmo em meio à perseguição. Ela é prometida uma recompensa por sua obediência.

7. Igreja de Laodiceia

A igreja de Laodiceia é criticada por sua falta de compromisso e por sua auto-suficiência. Ela é exortada a se arrepender e a buscar a verdadeira riqueza em Cristo.

Conclusão:

Embora haja muitas teorias e especulações sobre quem fundou as sete igrejas da Ásia, é provável que tenham sido estabelecidas por missionários cristãos durante a expansão do cristianismo no século I. A importância dessas igrejas na história do cristianismo e sua influência na região da Ásia Menor são inegáveis.
As sete igrejas da Ásia foram fundadas por discípulos de Jesus, que foram enviados para pregar o evangelho na região. Seus líderes foram instruídos por Jesus em Apocalipse 2-3 sobre como manter a fé e a fidelidade em meio às perseguições e desafios da época.

O que você achou da nossa review?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?